São
Paulo
Guia
LGBT

Top 10

A capital paulista é o principal destino do país. Entre tantos pontos turísticos na cidade, separamos uma lista com os dez imperdíveis.

Mercado Municipal

É famoso por possuir uma grande diversidade de frutas, algumas bem exóticas, além de outros tipos de mercadorias como queijos, temperos, frutos do mar. O prédio, com vitrais e um estilo arquitetônico que encanta, é um ótimo local para um lanche ou almoço. No mezanino, há uma grande concentração de restaurantes com deliciosos quitutes, sendo os mais famosos o sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau.

Parque do Ibirapuera

O parque mais visitado da cidade possui diversas opções de lazer. Há áreas para atividades físicas, ciclovias, quadras, playgrounds, lagos, espaço para piqueniques, locação de bicicletas e diversos centros culturais importantes: o Museu de Arte Moderna (MAM), o Pavilhão da Bienal, a Oca, o Pavilhão Japonês, o Museu Afro Brasil e o Pavilhão das Culturas Brasileiras.

Luz

A Estação da Luz foi aberta em 1º de março de 1901. Sua estrutura foi inspirada no Big Ben e na Abadia de Westminster. A Estação também abriga o Museu da Língua Portuguesa que, com recursos de interatividade e tecnologia, conta a história do português e a origem das mais diversas palavras.

Sala São Paulo

A Estação Júlio Prestes foi a estação inicial da Estrada de Ferro Sorocabana, a principal via de transporte de café em São Paulo. Seu projeto arquitetônico foi premiado no III° Congresso Panamericano de Arquitetos, de 1927, mas sua inauguração definitiva aconteceu em 1934. Em 1990 houve uma grande reforma e parte do edifício se transformou na sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), dando origem à Sala São Paulo, hoje considerada a melhor sala de concertos da América Latina. O local tem proporções de reconhecidos espaços de concertos mundiais, como a sala do Boston Symphony Hall, nos Estados Unidos, e a de Musikreinsaal, em Viena.

Museu do Futebol

Localizado no Estádio do Pacaembu, o Museu do Futebol tem acervo multimídia que preserva os principais e mais importantes momentos do futebol relacionados a alguns acontecimentos históricos do país. É possível ouvir algumas narrações de gols clássicos, jogar games eletrônicos e manuais, assistir a vídeos, ouvir histórias e muito mais.

Pinacoteca

Em frente ao museu, fica a Pinacoteca do Estado, projetada pelo arquiteto Ramos de Azevedo, em 1895. As primeiras doações para o museu foram peças dos consagrados artistas Benedito Calixto, Pedro Alexandrino e José Ferraz de Almeida Junior. No acervo, há cerca de cem mil obras, incluindo peças dos artistas Portinari, Tarsila do Amaral e Rodin. A área oferece um delicioso café do lado de fora, com vista para o Parque da Luz.

Rua Augusta

Reduto dos jovens desde a década de 1960, a Rua Augusta é um bom resumo da pluralidade paulistana. Uma das mais populares da cidade, a rua liga o antigo centro ao luxuoso bairro dos Jardins. Sempre se atualizando e evoluindo, a região recebeu diversos novos espaços nos últimos meses, além das reestruturações de alguns estabelecimentos já existentes. Desde seu início, na Rua Martins Fontes, até o cruzamento com a Avenida Paulista, a Augusta é uma subida repleta de casas noturnas, lojas e bares direcionados às mais diferentes tribos urbanas. Conhecido como o Baixo Augusta, o trecho reúne diversos bares e baladas como o Inferno Club, que costuma reunir amantes do rock e recebe diversas bandas de heavy metal e hard rock. Lá perto, uma fila se forma na porta do Studio SP todas as noites. Localizado em um extenso galpão, o clube é um mosaico da cena cultural paulistana, recebendo diversas atividades artísticas, como shows de todos os estilos musicais e exposições. Em junho deste ano foi inaugurado o Rock’n’Roll Burger, espaço que apresenta um cardápio repleto de sanduíches, drinks e petiscos com nomes ligados ao rock. A lanchonete tem também 11 mesas de pinball e uma exposição permanente com fotos de astros do rock. Quem quer mudar o visual pode ir ao Retrô Hair, um salão de beleza diferente e que recentemente mudou de número na Rua Augusta. Além da decoração vintage, o espaço oferece serviço de bar aos clientes, com cerveja gelada, café e até guarda-chuvinhas de chocolate. O salão funciona com horário estendido, e vai até as 23h de segunda a sexta. A moda do Baixo Augusta é representada especialmente pela Ropahrara, que se auto define como uma loja de modelos exóticos. O Espaço Itaú de Cinema, um dos mais tradicionais da cidade, foi o primeiro da rede, inaugurado em 1995 para levar ao público filmes de qualidade artística e cultural e variedade de opções. Partindo da Avenida Paulista, até a Rua Estados Unidos, a via passa a ganhar tons mais luxuosos e recebe a cara dos Jardins. Não deixe de visitar a Galeria Endossa. É uma das galerias que conta com a maior variedade de produtos alternativos. Recheada de boutiques e restaurantes mais requintados, a Augusta abriga lugares como o clube Ballroom, localizado no galpão da antiga Heaven. Além das baladas e da variedade gastronômica, a moda também compõe grande parte do clima do Alto Augusta. A Galeria Ouro Fino reúne diversas marcas de roupas consideradas alternativas, porém com um toque de requinte. A loja EastPak, que fica no número 2685, tem bolsas e mochilas com estampas coloridas e customizadas. Um grafiteiro faz os desenhos sob encomenda. A loja oferece ainda um barzinho com mesas no fundo da loja e na compra de qualquer produto o cliente ganha um café ou uma água.

Avenida Paulista e MASP

A Avenida Paulista é um dos principais centros financeiros e culturais da capital. Ícone emblemático da cidade, por lá passam milhares de pessoas por dia. Além de possuir diversas opções de lojas e restaurantes, é palco de grandes eventos e também abriga vários centros culturais, teatros e cinemas e o Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Vila Madalena

Reduto dos boêmios de plantão, pelas ruas da Vila Madalena funcionam bares e casas noturnas para todos os gostos. Outro ponto interessante do bairro é o Beco do Batman, uma galeria a céu aberto localizada na Rua Gonçalo Afonso. As paredes da via são cobertas por grafites de artistas nacionais e estrangeiros. Também é um ótimo lugar para passear pelos ateliês de arte.

Liberdade

A Liberdade é um reduto da cultura oriental. Possui decoração temática nas ruas com as tradicionais lanternas japonesas, além da arquitetura característica que pode ser vista em diversos pontos do bairro. Boa parte dos residentes, vindos do Japão, China e Coreia, falam as línguas de origem. Possui ainda uma grande quantidade de lojas com produtos e comidas típicas, além de uma feirinha de artesanato que ocorre aos fins de semana. Na Rua São Joaquim, fica localizado o templo budista Busshinji.

 

Outros ícones da cidade

Edifício Copan

Projeto de Oscar Niemeyer, sua forma em “S” abriga ainda centenas de moradores.

Esquina da Av. Ipiranga com Av. São João

Celebrada por Caetano Veloso na música “Sampa”, lá está o Bar Brahma, com shows de música ao vivo.

Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira

Inaugurada em 2008, sua arquitetura moderna e arrojada é o símbolo de uma cidade erguida pelo homem e onde está a mais pujante economia do país.